I CICLO DE DEBATES SOBRE O BINÔMIO NATUREZA/CULTURA – Uma Cultura Anfíbia na Transversalidade de Saberes: Alagoas e Rússia

Padrão

ICicloDebatesBinomioNaturezaCultura - frente (Custom)A realização do I CICLO DE DEBATES SOBRE O BINÔMIO NATUREZA/CULTURA, ação conjunta entre o Programa de Pós-Graduação em História, Instituto de Ciências Atmosféricas, o Museu de História Natural (MHN) e o Curso de Biblioteconomia da UFAL, nos dias 12 e 13 de novembro do corrente, tem por objetivo abordar uma temática transdisciplinar − Uma Cultura Anfíbia na Transversalidade de Saberes: Alagoas e Rússia – voltada para a questão das Coleções Científicas em Museus de História Natural, a exemplo do MHN e do Museu Darwin, com sede em Moscou, e de um diálogo acerca da obra quase centenária de Otávio Brandão (1919) − Canais e Lagoas – articulado ao conceito de Cultura Anfíbia, elaborado por Dirceu Lindoso (1984), seguido de uma abordagem recente da arquiteta Isadora P. de Holanda (2012) sobre a sua dissertação de mestrado − Levada à margem: a importância do lugar na memória da cidade de Maceió −, onde a autora analisa o bairro da Levada a partir de uma revisão de literatura que contempla Brandão e Lindoso.
ICicloDebatesBinomioNaturezaCultura - verso (Custom)
Para obter mais informações, procurar os docentes:

  •  ANTONIO FILIPE CAETANO, ARRISETE LEMOS COSTA e MARIA DE LOURDES LIMA (PPGH);
  • NATALIA FEDOROVA e VLADIMIR LEVIT (ICAT);
  • FÁBIO HENRIQUE F. DE MENEZES e JORGE LUIZ LOPES DA SILVA (ICBS e MHN/UFAL) e
  • Edivanio Duarte de Souza (Biblioteconomia/ICHCA/UFAL).

Biblioteconomia conectada: análise da biblioblogosfera brasileira

Padrão

Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis (Brasil) – ISSN 1414-0594

Autores
Ronaldo Ferreira de Araujo, Josemar Coltt da Silva Teixeira

Resumo
Pesquisa exploratória de abordagem cibermétrica que analisa a blogosfera composta por blogs de biblioteconomia do Brasil. A biblioblogosfera foi mapeada no período setembro de 2011 a abril de 2012, junto ao Diretório de Blogs do Google por meio do descritor “biblioteconomia” e complementada a partir do blogroll dos primeiros blogs identificados. Foi reunida uma amostragem intencional aleatória de 100 blogs, analisa quanto ao gênero e tipificação; provedores e recursos de compartilhamento; interatividade e; abordagem temática. Criados entre 2002 e 2012, a maioria dos blogs está concentrada na Região Sudeste, com predominância de autoria de blogueiras, cunho individual e profissional, sendo mais informativos do que reflexivos. Além da conectividade verificada, os recursos de compartilhamento mais usados são o facebook e o twitter. Os termos de maior incidência são “biblioteca”, “informação” e “livro” e os assuntos e temas mais publicados versão sobre “formação profissional e mercado de trabalho”. No contexto atual tais ambientes não podem ser desconsiderados por estudiosos que refletem sobre a área, o profissional da informação e sua atuação.

Palavras-chave
Blogs; Biblioblogosfera Brasileira; Cibermetria; Análise de Redes Sociais

Texto completo
http://revistaacb.emnuvens.com.br/racb/article/view/924

Biblioteconomia conectada: análise da biblioblogosfera brasileira

Arquivista da Funarte fará palestra sobre digitalização de acervo fotográfico

Padrão

Por Jacqueline Batista – jornalista colaboradora. Publicado originalmente no Portal da UFAL (http://www.ufal.edu.br/noticias/2013/09/arquivista-da-funarte-fara-palestra-sobre-digitalizacao-de-acervo-fotografico)

 

O arquivista e fotógrafo da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Richam Samir, vai proferir a palestra “Digitalização de acervos fotográficos: a experiência de trabalho no Centro de Conservação e Preservação Fotográfica”. O evento é aberto ao público (não é necessário fazer inscrição) e acontece no auditório do Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore (MTB), da Universidade Federal de Alagoas, na próxima quinta-feira, 12, às 9h.

A palestra é resultado do convênio firmado entre o MTB e o Centro de Conservação e Preservação Fotográfica (CCPF/Funarte), e integra as atividades do Programa de Ações Interdisciplinares (Painter) da Ufal.

O Painter é desenvolvido no MTB com o objetivo de preservar e disseminar a documentação manuscrita, imprensa e fotográfica. O programa intitulado “Memória e cultura popular em Alagoas: preservação, organização e uso dos acervos documentais do Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore”, é coordenado pelo professor de Biblioteconomia, Iuri Rizzi.

A Ufal e a Funarte assinaram, em maio deste ano, um protocolo de intenções que estabelece uma parceria entre as duas instituições. De acordo com o documento, o protocolo “formaliza a parceria entre as partes, nas atividades específicas decorrentes das ações de preservação, digitalização e difusão do acervo fotográfico do Museu Théo Brandão, visando ao tratamento de conservação fotográfica integrante do referido acervo, por meio da conjugação de esforços”.

Na prática, há quase dois anos, o MTB já vem estabelecendo uma relação com a Funarte, por meio do programa “Folguedos Populares”. No entanto, o documento, assinado pelo presidente da Funarte, Antônio Grassi, e pelo reitor da Ufal, Eurico Lôbo, oficializou essa parceria.

Com o convênio, a Funarte vai oferecer apoio técnico e institucional para a realização das ações de preservação, conservação, digitalização e difusão do acervo fotográfico do MTB. A vinda do arquivista e fotógrafo é a primeira ação nesse sentido. Além da palestra, Samir vai realizar uma oficina de formação com os bolsistas, com uma visita técnica ao acervo do Museu.

De acordo com o protocolo de intenções, uma das atribuições da Ufal é atender a outras instituições da região, quando solicitado pelo CCPF. A ideia é que a universidade, por meio do MTB, seja um centro de referência e difusão de informação sobre preservação de acervos fotográficos.

“O protocolo é uma formalização importante de uma relação que já vem acontecendo há cerca de dois anos, com o intercâmbio entre professores e técnicos de ambas as instituições. Quando iniciamos o trabalho, o apoio do CCPF foi fundamental para nortear nosso passo a passo na recuperação do acervo. Pretendemos, com a assinatura deste convênio, que a parceria entre MTB e CCPF possa ajudar na disponibilização destas imagens e beneficiar também outras instituições do Estado”, explicou a professora do Instituto de Ciências Sociais (ICS), Fernanda Rechenberg, coordenadora do acervo fotográfico do Museu.

Mais informações pelos telefones 3214-1710 e 3214-1713.

Biblioteconomia e IGDEMA juntos em ações interdisciplinares

Padrão
Profa. Rosaline Mota, Profa. Silvana Quintela Cavalcanti e Igor Rozendo

Profa. Rosaline Mota, Profa. Silvana Quintela Cavalcanti e Igor Rozendo

A Profa. Dra. Rosaline Mota reuniu-se no último 21 de agosto com a Profa. Dra. Silvana Quintela Cavalcanti do IGDEMA e o aluno de Geografia Igor Rozendo com vistas a discutir as ações interdisciplinares para efetivar o desenvolvimento do mapa que irá retratar o fluxo de atendimento das gestantes atendidas na rede pública de saúde, desde a Atenção Básica até a Média e Alta Complexidade.

A Profa. Dra. Silvana Quintela Cavalcanti mostrou-se extremamente receptiva e disposta a dar o apoio necessário ao projeto. O aluno Igor Rozendo procederá o mapeamento das Unidades Básicas de Saúde e demais instituições de atendimento à gestantes.   “O apoio da professora Silvana será decisivo para o êxito de nossas propostas” afirmou a professora Rosaline.