Local de prova do ENADE

Padrão
Fonte da imagem: http://www.eutests.eu

Fonte da imagem: http://www.eutests.eu

Se você vai fazer a prova do ENADE e não recebeu o Cartão de Informação do Estudante, consulte as informações no link

Segundo o site do INEP (http://www.inep.gov.br/download/enade/2009/Infomativo_Enade_2009.pdf),

O não recebimento do Cartão de Informação do Estudante não inviabiliza a sua participação no Exame. Identifique o local de realização da prova junto à sua coordenação de curso ou acessando a página do Inep e compareça ao local munido de documento oficial de identificação com fotografia, com a devida antecedência.

Para consultar o local da prova, acesse http://enade.inep.gov.br/enadeConsulta/home.seam.

Convocação – reunião ordinária do Colegiado em 22/10/2009

Padrão
Fonte da imagem: pt.dreamstime.com/circle-meeting-image5854531

Fonte da imagem: pt.dreamstime.com/circle-meeting-image5854531

CONVOCAMOS os membros titulares do Colegiado do Curso de Biblioteconomia para participar da reunião ordinária do dia 22 de outubro de 2009, às 15h, no Laboratório de Técnicas Documentárias.

Oportunamente, convidamos os membros suplentes para que se façam presentes à reunião, que terá como pauta o que segue:

PAUTA DA REUNIÃO

1. Informes;
2. Suspensão do serviço de impressão;
3. Marcação de férias;
4. Atribuição de carga horária para parte flexível;
5. ENADE;
6. Oferta acadêmica para 2010.1;
7. Congresso Acadêmico;
8. Nova oferta de disciplina eletiva;
9. Contratação de Prof. Visitante.

Maceió, 20 de outubro de 2009

Profª. Adriana Lourenço
Coordenadora do Curso de Biblioteconomia

Empresas abrem vagas para bibliotecários

Padrão

Por Thays Puzzi/Especial para o JL

Há quem ainda pense que um bibliotecário é aquele profissional pacato, que se atém a apenas organizar e emprestar livros de um acervo moroso e cheio de poeira. Engana-se. A profissão, uma das mais antigas do mundo, acompanha o ritmo acelerado das novas tecnologias e exige, além de senso crítico apurado, espírito investigativo, boa comunicação e muito dinamismo.

Conforme a chefe do departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Ivone Guerrido Di Chiara, com a chegada de novas ferramentas, principalmente a internet, houve uma quebra de paradigmas vigentes na profissão. “Foi um divisor de águas. Antes o bibliotecário tinha a posse do acervo. Agora diferentes tecnologias viabilizaram e começaram a promover o acesso a informações que não estão disponíveis só fisicamente.”

Habilitado basicamente para coletar, organizar e distribuir informação utilizando diferentes técnicas e ferramentas, o bibliotecário encontra no mercado grandes oportunidades de atuação. No Paraná, as universidades são as maiores empregadoras. Mesmo com um piso salarial estadual de R$ 1.200, o profissional pode chegar a ganhar R$ 8 mil. “Um bibliotecário com mestrado em início de carreira chega a ganhar mais do que um professor da área”, afirma Ivone.

Atuação em empresas

Mas atuar em bibliotecas universitárias e escolares não é a única opção. Segundo a coordenadora acadêmica do curso de biblioteconomia da UEL, Maria Júlia Giannasi Kaimer, cada vez mais as organizações buscam pessoas habilitadas para gerenciar suas informações.

“Se uma empresa não organiza as informações que produz, acaba perdendo espaço no cenário da competitividade”, ressalta Maria Júlia. Segundo ela, não há mais a possibilidade de se contratar um profissional para lidar com a informação que não domine as técnicas de um bibliotecário. “Esse acaba sendo o diferencial para uma empresa.”

Espaço no mercado

A coordenadora também destaca que os alunos da última turma que se formou na UEL, a única instituição paranaense com graduação em biblioteconomia, estão em sua maioria empregados. “Aqueles que se preocupam com a educação continuada conseguem se inserir no mercado com facilidade.” É o caso de Richele Grenge Vignoli, graduada em 2008 pela UEL. Há seis meses atuando no gerenciamento de informações de uma transportadora de produtos químicos de Londrina, Richele garante que esse novo nicho necessita de profissionais qualificados. A bibliotecária também presta consultoria para outra empresa do ramo. “Vale a pena investir. Além de ser uma atuação bastante interessante, dá um retorno melhor do que se estivesse trabalhando em uma biblioteca”, salienta.

“Nós fazemos o controle do conhecimento humano”

Basicamente existem quatro tipos de bibliotecas: as universitárias, as escolares e infantis, as públicas e as especializadas. Esta última, direcionada a algum tema ou abordagem, está cada vez mais presente no cotidiano de grandes corporações.

É o que ocorre na Embrapa Soja de Londrina. Com um acervo que chega à casa dos 30 mil livros, a empresa disponibiliza para a sociedade uma biblioteca que concentra todo tipo de informação sobre soja.

Além de manter, atualizar e disseminar essas informações aos usuários, a biblioteca ainda realiza a editoração de tudo que é produzido pelos pesquisadores da instituição. “Fazemos a normatização bibliográfica de pesquisas, artigos que serão publicados”, explica o coordenador bibliotecário da Embrapa Soja, Ademir Benedito Alves de Lima. Ele atua nesse cargo desde a década de 1980.

Ele, que disse ter encontrado realização profissional na área, afirmou que esse é um campo que está em alta. “Nós fazemos o controle do conhecimento humano. Olhamos o que já existe para possibilitar o surgimento de novas informações, ou seja, o cuidado para que não se reinvente a roda”, observou.

A estudante de Biblioteconomia da UEL e estagiária da Embrapa, Clotilde da Luz, não esconde a satisfação. “É uma profissão instigante, que aguça o senso investigativo. Muitos pesquisadores me entregam listas com referências bibliográficas e tenho que organizar e passar essas informações da melhor maneira”, afirma.

Biblioteca municipal também busca atualização

Com 75 mil livros no acervo, sem contar os periódicos, a Biblioteca Pública de Londrina está com um projeto de reestruturação que prevê a readequação do espaço físico, além da informatização do atendimento aos usuários.

De acordo com diretor das bibliotecas municipais de Londrina, Rovilson José da Silva, o projeto será desenvolvido em três etapas e tem início neste ano: serão melhorias na estrutura física da Biblioteca Pública, como os sistemas de iluminação, ventilação, elétrico e hidráulico.

Conforme Rovilson, a proposta ainda é chegar em 2012 com parte do sistema informatizado. “Como já ocorre em grandes centros, a idéia é que aqui funcione o sistema de bibliotecas do Município. Junto a todo esse processo também serão realizadas formações continuadas dos profissionais. Eles precisam estar em contato direto com as novas tendências”, explica.

Fonte: Jornal de Londrina (http://portal.rpc.com.br/jl/online/conteudo.phtml?tl=1&id=926176&tit=Empresas-abrem-vagas-para-bibliotecarios)

II Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias e II Fórum Prazeres da Leitura

Padrão

Palestra

O propósito permanente da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, segundo o Secretário João Sayad é o de “formular e aplicar uma política cultural cujo objetivo é desobstruir, abrir espaço para que os brasileiros excluídos, de vanguarda, pobres e ou iniciantes, ouçam e sejam ouvidos, vejam e sejam vistos pelos consagrados, pelos bem-sucedidos daqui e do mundo inteiro. E que a cultura popular, a periferia, os excluídos ouçam e usufruam os consagrados, os clássicos e os campeões de audiência”.

Dentro desse propósito vários projetos e programas têm sido desenvolvidos para incentivar e estimular o gosto pela leitura.

Em agosto de 2008 aconteceu o “I Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias”, realizado conjuntamente com o “II Fórum Nacional do Livro e Leitura” em parceria com o Ministério da Cultura. Diante da grande receptividade da primeira edição acontecerá em novembro o  “II Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias e II Fórum Prazeres da Leitura” que tem como temáticas principais:

Políticas públicas de incentivo à leitura e bibliotecas.

  • Desenvolvimento de serviços inovadores em bibliotecas públicas e comunitárias.
  • Acessibilidade em bibliotecas públicas e comunitárias.
  • Perfil das lideranças na gestão de bibliotecas e espaços de leitura.
  • Advocacy

Período do Evento: 12 a 14 de novembro de 2009.

Local: Teatro Tuca – Rua Ministro Godói, 969 – Perdizes – São Paulo, SP

Estrutura do Evento

  • Palestras, debates, mesas redondas e painéis.
  • Conversas sobre livro, bibliotecas e leitura com convidados especiais.

Presenças Confirmadas

Especialistas Nacionais

  • Elisabeth Biondo – Diretora do Departamento de Bibliotecas da Secretaria de Cultura, Lazer e Criança de Barueri.
  • Fernando Moraes – escritor
  • Guilherme Lira – OSCIP Acessibilidade Brasil
  • José Castilho Marques Neto – Secretário Executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura
  • Profa. Dra. Lucia Santaela – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Profa. Dra. Linarama Rizzo Battistella – Secretária da Secretaria dos Direitos das Pessoas com Deficiência do Estado de São Paulo
  • Lucila Maria Calheiros Silvestre – Diretora da Biblioteca Pública Municipal de Piracicaba, SP
  • Lucila Martinez – Consultora da ILTC – Brasil
  • Maraléia Menezes de Lima – Diretora da Biblioteca Pública de Itanhaém, SP
  • Profa. Dra. Maria Tereza Egler Mantoan – Universidade Estadual de Campinas UNICAMP
  • Maria Zenita Monteiro – Coordenadora do Sistema Municipal de Bibliotecas de São Paulo, Capital
  • Nêmora Rodrigues – Presidente do CFB
  • Sigrid Karin Weiss Dutra – Presidente da FEBAB

Especialistas Internacionais

  • Aldo Pirola – Diretor do Sistema Público de Bibliotecas da cidade de Milão, Itália
  • Camila A. Alire – Presidente da American Library Association (ALA), Estados Unidos
  • Ida A. Joiner – Biblioteca Pública Pittsburg, Estados Unidos
  • Profa. Dra. Yicel Nayrobis Giraldo – Escola Interamericana de Biblioteconomia, Colômbia

Realização

Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo

Programa São Paulo um Estado de Leitores/POIESIS – Organização Social de Cultura

Apoio

  • Consulado Americano
  • Imprensa Oficial
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas – TUCA
  • UNESCO

Evento Gratuito

Outras informações estarão em breve no site www.bibviva.com.br.

Seminário sobre o ENADE para os alunos selecionados de Biblioteconomia

Padrão

O Curso de Biblioteconomia preparou um Seminário em 8 encontros para esclarecer questões relativas ao Exame Nacional de Desempenho de Estudantes, o ENADE, para os alunos do 2º Período (ingressantes), para os do 8º Período e para os remanescentes do Regime Anual (8º Período + remanescentes = concluintes).

A programação do evento segue mais abaixo e os encontros os encontros serão sempre à noite, a partir das 19h, nas datas indicadas.

O local ainda está para ser definido, mas provavelmente será o prédio do antigo CSAU.

Contamos com a presença de todos que farão o Exame, ressaltando que a participação é essencial para as suas formaturas e para o processo de avaliação do Curso.

Programação

Programação